“Uma reflexão sobre sua própria participação em administrações municipais de Barcelona e a análise de uma série de outras experiências em locais diversos são o ponto de partida de Josep Montaner e Zaida Muxi para revisar os postulados sociais e políticos da arquitetura e do urbanismo contemporaneous em Política e arquitetura: por um urbanismo do comum e ecofeminista. As ameaças trazidas pelas mudanças da dinâmica urbana e as possibilidades práticas de adaptar projetos habitacionais, urbanísticos, de convívio e produção aos interesses do bem comum são debatidos sob o prisma de novas maneiras de fazer política, que incluem as alternativas locais, os modelos participativos, o feminismo e a atenção ao ambiente como componentes centrais.”