O projeto batizado de Casa Macaco é inspirado na verticalidade da floresta e na natureza ao redor

Fotos: Rafael Medeiros / Reprodução/Casa.com.br.

Com pegada mínima, interiores de bambu e terraços abertos, a “Casa Macaco” tem tudo a ver com a conexão com a natureza de uma forma sutil e suave. Projetada pelo Atelier Marko Brajovic em um terreno na floresta de Paraty, Rio de Janeiro, a casa com dois quartos se inspira na verticalidade das soluções florestais e design já encontrados na natureza.

“Uns anos atrás desapareceram os macacos que viviam no pé da Serra. Se falava que era devido a febre amarela que supostamente se difundiu entre as famílias dos primatas”, conta Brajovic. “Não sei, ficamos muito tristes.” Mas isso mudou com o início do projeto, no começo do ano passado, com o retorno de uma família de macacos prego. “Eles voltaram, e nos ensinaram o caminho do porquê, onde e como fazer o projeto.”

Fotos: Rafael Medeiros / Reprodução/Casa.com.br.

Surgiu então a inspiração para a Casa Macaco: a verticalidade da floresta, a possibilidade de aproximação com as cristas das árvores, de forma gentil e sutil, e da conexão com os inúmeros habitantes do reino da flora e da fauna.

A estrutura funciona de forma sinergética entre componentes de madeira intertravadas todas do mesmo perfil, revestida por pele de galvalume e isolamento termoacústico. A Casa Macaco foi feita numa área de mata secundária, instalada entre árvores, ocupando em planta 5m x 6m, evitando assim qualquer interferência na vegetação local com área total de 86 m². A leitura da floresta é vertical. O horizonte se inverte, seguindo o fluxo da energia, matéria e informação do crescimento das árvores para nos levar na procura da energia e da luz do sol.

Conteúdo por . Leia a matéria completa.

Cabanas de luxo integradas à natureza na Costa Rica

Inspiradas em casas na árvore, as construções fazem parte do Art Villas Resort

Casa NaToca apresenta ambientes de uma casa sustentável em edição virtual

A mostra, que tem como cenário e inspiração a Patagonia Chilena, começa no dia 16 de janeiro e vai até 11 de abril

Exposição Patagonia Chilena é cenário da Casa NaToca

A morada de uma família brasileira e sua história são inspiração para a mostra, que esse ano é 100% virtual