O livro traz 235 charges, das 3.000 produzidas por Glauco entre 1986 e 2010 para a página 2 da Folha de S.Paulo. De Sarney a Lula, elas resumem a história recente da política brasileira por seu viés mais realista, a piada. Com sua visão irônica e escrachada da vida política nacional, Glauco foi um dos grandes chargistas brasileiros, responsável por importante renovação do gênero.

No conjunto apresentado no livro, além das piadas impagáveis, é possível entender melhor suas técnicas, que envolviam a repetição proposital de situações e uma relação sempre direta com as manchetes, e a evolução de seu desenho, dos paste-ups ao digital.