Publicado pela editora Rizzoli, o livro The most beautiful rooms in the world apresenta cem projetos que foram destaque na Architectural Digest de diferentes países

Foto: AD China e Divulgação.

Apesar da distância, o arquiteto brasileiro Fernando Brandão continua tendo alegrias com sua casa em Xangai, cidade onde mantém uma sede de seu escritório e é professor em uma universidade formada por criativos estrangeiros. Depois de ser publicada com grande destaque na AD China ano passado, a morada agora integra o livro The most beautiful rooms in the world, que a Rizzoli publica com base em projetos das Architectural Digest de todo o mundo.

Desde 2012 o arquiteto mantém escritório em Xangai e, em 2016, decidiu procurar um canto para chamar de seu. “Passava 45 dias no Brasil e 45 dias na China. Encontrei um condomínio em que as casas ainda estavam inacabadas e fiz uma proposta ao proprietário para terminar de construí-la”, conta em entrevista ao Janela. O décor mescla obras de arte brasileiras com mobiliário comprado em lojas locais “Levei muita obra de amigos meus, quadros e gravura. O resto, comprei quase tudo pela internet e algumas coisas na Ikea.”

Foto: AD China e Divulgação.

As cores vibrantes, presentes nas paredes, móveis, e até no teto de um dos quartos, são um dos pontos marcantes do trabalho de Fernando. “A China antiga é bem colorida, é um país que tem uma relação forte com a natureza. Sou barroco. Gosto de arquitetura lúdica, divertida, bem-humorada, que conta uma história.” Este lado pode ser percebido na sala, onde uma boia em formato de tubarão sobre uma rede de pesca vermelha ocupa parte do pé direito duplo.

A ambientação arrojada da casa chamou a atenção da equipe editorial da AD China. “Eles foram primeiro no meu escritório, que também é cheio de cores, e perguntaram se eu tinha algum projeto residencial com aquele perfil. Mostraram a minha casa e eles adoraram. Eu nem estavam em Xangai. Dias depois veio um produtor espanhol, um fotógrafo irlandês e uma equipe chinesa produzir a matéria, que teve 10 páginas”, conta Fernando, que também foi listado em 2019 como um dos 100 arquitetos mais influentes da China e agora tem sua sala publicada no livro The most beautiful rooms in the world, pela editora Rizzoli.

O livro The most beautiful rooms in the world reúne cem projetos publicados na Architectural Digest de todo o mundo.

Resort na Costa Rica tem arquitetura e interiores inspirados no trabalho de Paulo Mendes da Rocha

O arquiteto vencedor do Pritzker em 2006 foi referência para uma das casas do Art Villas Resort

Fachada de tijolos de vidro valoriza a iluminação natural nesta casa na Austrália

A Glass Book House leva a assinatura do escritório Sibling Architecture

Tempero brasileiro em dois apartamentos em Portugal

Assinados pela carioca Andrea Chicharo, os apês em Lisboa mesclam o melhor dos dois países