Em Dezoito graus, Lauro Cavalcanti mistura ficção e realidade para contar a história do mítico Palácio Capanema, edifício sede do Ministério da Educação e Saúde construído no governo de Getúlio Vargas, nos anos 1930. Conduzido por personagens reais – entre eles, Lucio Costa, Oscar Niemeyer, Le Corbusier e o próprio Getúlio –, o livro repassa os percalços deste projeto fundador da arquitetura moderna brasileira em meio a um complexo embate político.

Lançado originalmente em edição de arte, Dezoito graus foi adaptado nesta segunda edição para formato pequeno, adequado à absorção do leitor que o texto de Lauro promove. O livro conta com fotos de época, selecionadas para tangibilizar a narrativa.