A sede do Apparatus Architects, em Lisboa, foi o eleito pelo voto popular na categoria “Arquitetura e tetos”

Fotos: Ricardo Oliveira Alves

O Apparatus Architects, comandando pela brasileira Gabriella Gama e seu sócio Filipe Lourenço, ocupa um estúdio de 70 m² dentro de um palácio do século XVIII no bairro Príncipe Real, região central de Lisboa, que foi destaque na premiação Architizer A + Awards. Por muitos anos a construção histórica passou por diversas transformações, como a conversão dos saguões em espaços comerciais e de escritórios de uso misto. Para ressignificar o local, os arquitetos trouxeram referências portuguesas e elementos originais do prédio. O teto baixo, que reduzia a entrada de luz natural, ganhou abóbodas inspiradas em um dos corredores do palácio, fez com que o projeto ficasse entre os cinco melhores  selecionados por um júri internacional e eleito pelo voto popular na categoria “Arquitetura e tetos”. 

Irmãos Campana projetam cinco designers brasileiros para o mundo na Stir

Humberto e Fernando Campana assinam a curadoria da primeira matéria da série “Made In” lançada pelo site indiano

Sala da casa de Fernando Brandão em Xangai entre as mais bonitas do mundo

Publicado pela editora Rizzoli, o livro The most beautiful rooms in the world apresenta cem projetos que foram destaque na Architectural Digest de diferentes países

Resort na Costa Rica tem arquitetura e interiores inspirados no trabalho de Paulo Mendes da Rocha

O arquiteto vencedor do Pritzker em 2006 foi referência para uma das casas do Art Villas Resort